Hospital do Ursinho é realizado em creche no bairro Santa Tereza

Aluno, Comunidade, Conhecimento, Destaque, Saúde

Alunos dos cursos de Medicina, de Nutrição e de Fisioterapia da Universidade de Taubaté (UNITAU) realizaram, nesta quarta-feira, dia 18, uma ação do Hospital do Ursinho (HU) na creche municipal do bairro Santa Tereza, em Taubaté, atendendo a crianças de dois a cinco anos de idade.

O HU é realizado pelo Programa Saúde na Educação, que é uma parceria da Pró-reitoria de Extensão (PREX) com a Secretaria de Saúde e a Secretaria de Educação de Taubaté. O objetivo principal é aproximar a criança do médico, além de trabalhar a ansiedade e o medo que é criado em relação aos procedimentos médicos. A ação simula consultas das crianças e seus brinquedos com estudantes e profissionais da área da saúde.

“A importância do Hospital do Ursinho é grande. Estamos trabalhando o emocional de uma geração para que eles entendam a prestação dos serviços da saúde de uma maneira tranquila, o que, por muitos anos, a sociedade destrói colocando medo”, ressaltou a Profa. Dra. Maria Stella Amorim da Costa Zollner, coordenadora da ação. “Estamos oportunizando uma experiência única aos alunos, isto vai sedimentar uma vivência muito maior do que eles teriam somente em sala de aula, esse é o diferencial”, completou.

A professora também comentou que atividades como esta possibilitam experiências na interface com a comunidade, o que enriquece a formação dos estudantes. Henrique Zago, do 5º semestre de Nutrição, que participa do programa de extensão Saúde na Educação e atua em projetos como este há mais de um ano, frisa o quanto estas experiências contribuem para sua vida acadêmica e o quanto podem contribuir para o âmbito profissional. “Eu vejo um engrandecimento tanto hoje em dia quanto futuramente. Aqui acabo percebendo e trabalhando algumas situações que não são possíveis dentro de sala de aula. Saber como são os problemas na prática, assim como essa dinâmica entre os futuros profissionais de diferentes áreas.”

Para Mariana Abdo de Almeida, do 2º semestre de Medicina, a vivência nas atividades está superando suas expectativas quanto à graduação. “É incrível lidar com as crianças, além de ter o carinho delas é muito gratificante ver o que eles pensam dos médicos, o que eles pensam do que é tomar uma injeção. É muito bom ter esse primeiro contato com o paciente, acho que o mais importante é aprender a lidar com eles com carinho”, contou a aluna.

A atividade foi repleta de sorrisos e reciprocidade, a Profa. Lígia Maria de Souza, diretora da creche, explica o impacto que estas ações causam aos alunos. “Por estarmos em uma comunidade carente, a criança é o instrumento de mudança da realidade. Essa ação contribui muito para que essa mudança ocorra.”

 

Giovanna Madureira

ACOM/UNITAU

*Foto: Leonardo Oliveira/UNITAU