Alunos realizam atendimento em casa de idosos

Destaque

Os alunos do Departamento de Odontologia da Universidade de Taubaté (UNITAU) entregaram materiais de higiene pessoal e realizaram atendimentos aos idosos do Lar São Francisco nesta sexta-feira, dia 19.

O atendimento foi feito por meio do projeto Odonto Comunidade, que tem o intuito de ajudar e promover a saúde na comunidade, e foi uma das atividades do Congresso de Odontologia da Universidade de Taubaté (COUT). Entre os materiais havia fraldas geriátricas e kits de higienização e de fixação de próteses.

Esta é a primeira vez que os alunos realizam este tipo de ação do COUT fora da Universidade e também foi a primeira vez que a ação foi realizada em uma casa de repouso para idosos, como no Lar São Francisco. As alunas do oitavo semestre de Odontologia, Carolina Seraphim de Campos e Nayara Sá de Campos, são idealizadoras da ação. “A Odonto Comunidade acontecia só no primeiro dia do COUT com as crianças. Neste ano eu e a Nayara resolvemos realizar esses atendimentos para a comunidade, na praça Dom Epaminondas e no Lar São Francisco, para ajudar essas pessoas que não conseguem ir ao nosso Departamento por conta da dificuldade”, disse Carolina que ainda contou: “Eu gosto muito de idosos porque eu cresci com os meus avós e meus tios que já tinham mais idade, e senti falta de alguém que se dedicasse mais a essas pessoas.”

O projeto é coordenado pelo Prof. Dr. Nivaldo André Zöllner que ressaltou que estes atendimentos são de extrema importância e que é um feito muito relevante para a evolução profissional dos alunos. “Para os alunos é uma ampliação de conhecimento da realidade que ele vai lidar no dia-a-dia dele, porque a Odontologia não é apenas tratar do dente ou tratar da boca, mas é você saber usar do conhecimento científico na prática com a realidade”, esclareceu o professor. “A parte mais interessante do projeto não é só o atendimento por si, mas a parte de conscientização e educação sobre higienização bucal que nós nos propusemos a passar, porque a comunidade tem muitas dúvidas, mesmo que não aparente ter”, concluiu.

Caio Tebassi
ACOM / UNITAU

*Fotografia: Caio Tebassi/ACOM