Equipe Baja UNITAU: o início de um novo ciclo

Aluno, Conhecimento, Destaque, Extensão, Pesquisa, Professor, Projetos

O Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Taubaté (UNITAU) retomou, neste ano, o Projeto Baja. A equipe começou a dar os primeiros passos para desenvolver e construir um veículo off road.

O Projeto Baja já existiu na Universidade e agora a iniciativa ganha novo fôlego. A equipe, formada por 17 alunos dos cursos de Engenharia da UNITAU, sob coordenação do Prof. Me. Ivair Alves do Santos, trabalha com o objetivo de colocar a Universidade de volta à competição Baja SAE Brasil.

O torneio é aberto para as instituições inscreverem suas equipes para participar de uma corrida com os carros off road. O projeto deve ter sido desenvolvido do início ao fim pelos próprios estudantes. “O nosso projeto segue as normas da competição, e a nossa pretensão é participar em 2018”, contou o docente.

Apesar de os trabalhos da equipe terem começado no segundo semestre deste ano, os alunos conseguiram recuperar e restaurar o antigo carro que a Universidade tinha. “Eles reformaram, mas o carrinho não tinha motor. Eles pegaram uma bomba d’água e fizeram a adequação de motor”, disse Ivair.

Por ser uma iniciativa multidisciplinar, na equipe existem núcleos específicos que cuidam de diferentes processos do projeto, mas com a mesma finalidade. “Uma das coisas em que eu acredito muito, é no trabalho em equipe”, esclarece o docente.

equipe-03
A equipe também participou do CICTED em setembro deste ano e apresentou o carrinho pronto junto com a parte teórica do projeto. / Crédito: Arquivo Pessoal

Rafael Augusto Santiago, estudante do 4° semestre em Engenharia Mecânica, é o responsável pelo núcleo de projeto e desenvolvimento. “Eu quis participar porque sou apaixonado por automóveis e motores, além de poder repassar meu conhecimento. É um grande diferencial qualquer universidade investir e apoiar projetos e ideias dos alunos. Quem sabe essa seja a oportunidade de um novo ciclo para a UNITAU ser representada em competições novamente”, afirmou Rafael.

Segundo o aluno, a experiência foi além do proveito acadêmico. “O projeto proporciona uma interação entre diferentes modos de pensar, o que ajuda muito no desenvolvimento interpessoal”, disse.

O estudante do 4° semestre de Engenharia Mecânica, Vinícius Rodrigues do Valle, é o capitão da Equipe Baja. “Minha principal motivação foi a vontade de aplicar os conhecimentos teóricos aprendidos e levar isso aos demais alunos”, disse.

De acordo com ele, mesmo com o projeto estando no começo, já foi possível desenvolver outras habilidades em diferentes áreas como gestão, divulgação e liderança.

“É fundamental esse tipo de projeto, porque possibilita que os alunos possam vivenciar a prática e a dinâmica profissional. O jovem profissional que sai preparado com o desenvolvimento prático já está um passo a frente na corrida do mercado de trabalho”, finalizou Vinícius.

Ingra Lombarde
ACOM/UNITAU

Foto: Leonardo Oliveira/UNITAU