Professora se aposenta após 25 anos de dedicação à Escola

Balbi, Destaque

Depois de 25 anos lecionando na Escola de Aplicação Dr. Alfredo José Balbi, a professora Maria Gorete Simões Marcelino deixa as salas de aula.

A docente conta que sua carreira como professora começou quando seu filho nasceu. Na época, ela trabalhava em um laboratório fora de Taubaté e passava grande parte do dia longe de seu filho. Ela decidiu não voltar mais ao laboratório, e uma conhecida que já lecionava na Universidade de Taubaté (UNITAU), lhe contou que tinham aberto vagas na Escola.

O laboratório fez Maria se apaixonar pela área de biociências e decidir por fazer um curso superior em Biologia. Na Escola de Aplicação, ela dava aulas de Biologia.  A convivência com os alunos e momentos como as formaturas, foram marcantes na vida da docente.

Para Maria Gorete, quando você escolhe ser professor, três palavras chaves que resumem a mesma: dedicação, paciência e amor.

Agora que está aposentada, a professora vai aproveitar o tempo livre. “Pretendo fazer cursos, muitas viagens. Se um dia eu voltar às salas de aulas, quero atuar na área de deficientes ou alguma ONG que ajude crianças carentes para poder ajudar e fazer a diferença na sociedade”, finaliza Maria Gorete.

Maria Eduarda Chagas

Escola de Aplicação/UNITAU

Foto: Thiago Bonésio/ACOM