Universidade volta às aulas com muita música e solidariedade

Acontece, Aluno, Destaque

Nesta terça-feira, 25, ocorreu, no Departamento de Arquitetura da Universidade de Taubaté (UNITAU), o Festival de música “Volta às aulas”. O evento, que teve início às 19h, envolveu alunos de todos os cursos da Universidade, entidades sociais da região e food truck com pratos variados.

 Organizado pela UNITAU, o evento já está na 3ª edição. “É um momento de interação e de integração entre os alunos, o que é fundamental principalmente para os novos universitários, que já vão ter contato com outros cursos e, claro, queremos mostrar que faculdade não é só dentro das salas de aulas”, disse a Pró-reitora Estudantil da Universidade, Prof. Ma. Ângela Popovici Berbare.

Com o objetivo de integrar os alunos ao novo semestre que se inicia, a ação contou com várias atrações de diferentes estilos musicais, com oficina de percussão e o karaokê flashback. Maurílio Donizette, integrante da banda Jack Viena, falou sobre a participação: “Estou muito honrado pela oportunidade que a UNITAU nos deu, porque, além de todas as nossas obrigações dentro da faculdade, temos a chance de mostrar nossos talentos”.

O evento também foi voltado para a solidariedade e contou com a presença de diferentes projetos sociais como Amoréia Brechó, Associação Vida, GAPC, Lar Irmã Amália, Solar Social, Lacre por Cadeira, Rapunzéis, todos com propostas para ajudar pessoas necessitadas. Foram recebidos diversos tipos de doações, que vão de alimentos até mechas de cabelo. “Eu já participei desse evento outras vezes. Acho muito legal essa proposta de juntar diversão com solidariedade, pois você vem, conhece gente nova e, automaticamente, ainda faz o bem”, contou Pâmela Melo, que está no último semestre de Jornalismo e que é proprietária da Amoréia Brechó, que estava recebendo roupas para o projeto Mulher e Vida.

Ao todo, foram arrecadados 64 livros, 40 mechas de cabelo, 5 litros de leite, 19 contatos de voluntários, 150 peças de roupas, 30 quilos de alimentos, 2 quilos de ração e 5 garrafas de lacres de latas de alumínio, que vão ser revertidas em cadeiras de rodas.

Maria Eduarda Chagas

ACOM/UNITAU

Fotos: Guilherme Morgado/Leonardo Oliveira