Alunas criam projeto de líderes de torcida

Acontece, Aluno, departamento, Psicologia

A Pró-Reitoria de Extensão (PREX) da Universidade de Taubaté (UNITAU) aprovou neste ano, após os Jogos Universitários de Taubaté (JUTA), um projeto de líderes de torcida, pensado e idealizado por alunos da Universidade.

Com o objetivo de integrar a Universidade e tornar mais ativa a participação dos alunos que não são atletas nos jogos esportivos da UNITAU, o projeto surgiu a partir da ideia de alunas do curso de Psicologia. “Eu e minhas amigas vimos uma imagem de líderes de torcida, e aí pensamos que seria muito legal que tivesse isso na UNITAU também. Então começamos a correr atrás disso, deu certo e já estamos treinando”, explica Fabiane Souza Borges­, aluna do 2° semestre do curso.

Entre treinos e encontros, os Skyers, como é chamado o grupo, já soma 60 integrantes e ensaia para se apresentar principalmente na Copa Calouro e no JUTA, os campeonatos que contam com a participação da UNITAU. “Nos encontros, nós realizamos dois tipos de treino: o primeiro é a parte coreográfica, que é ensaiar os passos da dança, e a segunda parte é a de resistência e flexibilidade”, conta Fabiane.

O Prof. Me. Edésio da Silva Santos, docente do curso de Educação Física e assessor da PREX para assuntos comunitários, é o orientador do projeto. “É um trabalho muito bacana, por ser multidisciplinar e, principalmente, por ter surgido dos alunos. E outro ponto positivo é que o projeto age também na comunidade, pois atrai famílias para ver as apresentações, e isso valoriza muito os jogos”, ressalta o educador. Além disso, ele pontua a importância para o aluno participar. ”Isso é ótimo para a qualidade de vida dos estudantes, porque, com os treinos e danças, eles acabam também praticando atividades físicas”, finaliza Edésio.

Para participar, o aluno que tiver interesse deve realizar a inscrição em uma página no Facebook, chamada “Líderes de Torcida UNITAU”. Os treinos são realizados no Campus do Bom Conselho.

 

Leonardo Nicolini

ACOM/UNITAU

*Foto: Leonardo Oliveira/ACOM