1

Projeto sustentável vence categoria especial do Prêmio Aviação

Acontece, ambiental, Concurso, Destaque, Engenharia, Professor, Projetos

O Prof. Dr. Ederaldo Godoy Junior, do Departamento de Engenharia Mecânica da Universidade de Taubaté (UNITAU), foi o primeiro colocado na 2ª edição do Prêmio Aviação – Conhecimento e Inovação, que tem o objetivo de incentivar a pesquisa na área da aviação e, como consequência, promover hábitos conscientes no funcionamento dos aeroportos brasileiros.

O trabalho desenvolvido foi um mictório ecológico, com uma cuba acoplada para a lavagem das mãos. A ideia é reaproveitar a água da limpeza das mãos para descarga e autolimpeza da bacia sanitária. Além disso, aumenta a capacidade de atendimento sem grandes reformas. “Apenas substitui os mictórios existentes ou complementa com o kit reuso de águas, além de melhorar a logística e, consequentemente, reduzir as filas”, explica o professor.

O projeto desenvolvido concorreu na categoria especial Projetos de Sustentabilidade Aeroportuária. A monografia, que propõe a reutilização da água nos banheiros e, paralelamente a isso, uma melhor logística de higienização das mãos, já ganhou outras premiações. Venceu o Prêmio Universidade Tigre e o Concurso Falcão Bauer de inovação na Indústria da construção civil. Para este concurso, a ideia foi remodelada e aplicada para a aviação civil.

O concurso de monografias é promovido pelo Ministério dos Transportes, por intermédio da Escola de Administração Fazendária (ESAF). O intuito de investir em projetos de iniciação é contribuir para o desenvolvimento de pesquisas em assuntos de interesse do governo em diversas áreas.

Pelo ótimo custo/benefício, o projeto, que conta com parcerias, está sendo estudado para ser implantado em aeroportos brasileiros. Algumas melhorias no design também serão realizadas. “Contamos com a colaboração do ilustre engenheiro aeronáutico Ciro Bondesan dos Santos e das empresas startups Sanergya e ManufQuatro, ambas compostas por professores e alunos de engenharia, incubada no NEIS (Núcleo de Empreendedorismo, Inovação e Startup)”, finaliza Ederaldo.

Rafaela Pereira
ACOM/UNITAU

Foto: Arquivo pessoal