Bibliotecária da Universidade recebe prêmio estadual

Acontece, Biblioteca, Conhecimento

A bibliotecária Maria Aparecida Lemos de Souza, da Universidade de Taubaté (UNITAU), foi premiada no XII Prêmio Paulista de Biblioteconomia Laura Russo pelo seu Projeto de conservação, preservação e restauro de obras raras da Universidade de Taubaté, em Novembro de 2017.

O projeto teve início em 2000, quando Márcia Moura, coordenadora do Sistema integrado de bibliotecas (SIBi) da Universidade, decidiu separar e guardar os livros mais antigos. Maria Aparecida iniciou o trabalho na biblioteca do Departamento de Engenharia Civil em 2015 e, então, começou a organizar o acervo. “Eu me interesso muito por essa área e quando vi as obras comecei a separá-las e a organizá-las”, diz Maria.

Por seu interesse na área bibliotecária, a UNITAU ofereceu um curso de especialização para a servidora, que obteve um maior conhecimento. “Depois de me especializar, o projeto fluiu ainda mais, comecei a catalogar as obras e a fazer a higienização”, afirma.

Maria já havia sido premiada no concurso paulista de Biblioteconomia Laura Russo assim que terminou a sua formação, com o projeto de “Biblioteca no espaço”, realizado no bairro em que mora. Para o Projeto de conservação, Maria e Márcia organizaram o artigo juntas para concorrer à premiação e venceram. “Eu me senti realizada profissionalmente, além de levar o nome da UNITAU em uma premiação tão importante”, frisa Maria.

Todos os livros do Projeto de conservação, preservação e restauro fazem parte do acervo da UNITAU. “O projeto é importante para a memória das obras e da instituição, pois são livros raros, alguns ainda contêm assinatura do autor”, finaliza Maria.

Depois da premiação, o projeto continua e está prevista a participação de alguns alunos da Universidade.

 

João Santana

ACOM/UNITAU

*Foto: Eric Sant’anna/ACOM