Professor fundador do Grupo de Estudos de Língua Portuguesa falece

Destaque, Professor, Somos UNITAU

O ex-professor da Universidade de Taubaté (UNITAU), Gilio Giacomozzi faleceu na noite deste domingo, 19, aos 90 anos. O docente foi um dos fundadores do Grupo de Estudos de Língua Portuguesa (GELP) criado em 1988, o primeiro da Universidade.

“Além de ensinar a matéria em si, o professor Giglio me mostrou como ser professor. Dei aulas durante 35 anos e em diversas situações me lembrava da voz dele explicando”, comenta a ex-aluna e ex-colega de trabalho Profa. Dra. Eveline Matos Tápias de Oliveira, professora aposentada da Universidade.

A Profa. Ma. Cláudia Maria de Oliveira Souza também teve aulas e trabalhou junto com Giglio. “Ele foi um ótimo profissional, se preocupava com a formação profissional e principalmente com a humana”, diz a docente que também foi Diretora do Departamento de Ciências Sociais e Letras.

Para a Profa. Dra. Maria do Carmo de Souza Almeida, o professor Gilio é responsável por toda uma geração de professoras que agora atuam na UNITAU. “A profissional que eu sou hoje se deve aos ensinamentos e a convivência com ele, pois se preocupava com a forma de ensino e sempre nos incentivou a continuarmos a estudar e fazermos o mestrado”, destaca.

Gilio Giacomozzi fez parte do corpo docente da UNITAU desde a fundação dos cursos de Letras e História, e foi diretor do Departamento durante os anos 90. Em 2017, foi um dos personagens de um documentário sobre os 60 anos do curso de Letras e História, produzido pela TV UNITAU. Atualmente, residia em Florianópolis, em Santa Catarina.

João Santana
Felipe Rodrigues
ACOM/UNITAU

Imagem: Reprodução documentário 60 anos Letras e História