Professora do curso de Odontologia leciona em Portugal

Conhecimento, Destaque, Internacional, Internacionalização, Odontologia, Professor

Há vinte e seis anos atuando como docente na Universidade de Taubaté (UNITAU), a Profa. Dra. Rosana Villela Chagas viaja para Portugal a cada dois meses para ministrar cursos de atualização em ortodontia.

O convite para participar da Instituição foi realizado pelo Prof. Me. Messias Rodrigues, responsável pela empresa portuguesa Gabinete Português de Medicina Dentária. “É uma entidade registrada dentro do conselho português, os cursos são de aperfeiçoamento nas áreas de ortodontia e de implante, entre outros. Mas o forte é o curso de ortodontia”, relata a professora, que é a única mulher que leciona no grupo.

As aulas são divididas em duas turmas com vinte alunos em cada. Além de alunos portugueses, estudantes de países vizinhos também frequentam o curso, como espanhóis e franceses, além de brasileiros que residem em Portugal. A docente afirma que todos os alunos que fazem o curso passam a conhecer a Universidade de Taubaté. “Eu abro as minhas aulas com um slide enorme com o logo, o nome da Universidade e uma foto do prédio, eu mostro a UNITAU em todas as aulas que ministro”.

A internacionalização da ação docente da professora influencia muito em suas aulas. Quando surgem dúvidas e ideias de alunos, ela busca compartilhá-las com outros profissionais. “Eu guardo essas dúvidas e pesquiso nos meus artigos e com meus colegas, e procuramos ver o quão atual esse tema está. É uma troca a todo momento”.

Para a docente, lecionar é passar o seu conhecimento para o maior número de pessoas que conseguir e realizar a prática é fundamental. “Eu adoro ensinar e adoro meus pacientes, o que eu aprendo no consultório faz com que meu conhecimento seja maior. Estar presente em uma sala, discutir o assunto, colocar em pauta as discussões, tudo é um crescimento”.

Com o objetivo de auxiliar os futuros dentistas, a professora oferece três dicas para quem deseja ter uma carreira de sucesso. “A primeira é ter ética:  não existe bom profissional se não tiver ética. A segunda é ter respeito com o seu paciente: isso é fundamental. E a terceira é investir menos na bolsa, no carro, na roupa e investir mais na sua formação. Faça cursos bons, mas cursos bons custam dinheiro, então invista no que é bom”.

Julia Carvalho

ACOM / UNITAU

Foto: Kiko Motta