Alunos do curso de Agronomia realizam primeira colheita do projeto Tomatec

Acadêmico, Agronomia, Aluno, Destaque, Projetos

Os alunos responsáveis pela Empresa Junior do curso de Agronomia da Universidade de Taubaté (UNITAU) realizaram nesta segunda-feira, 29, a primeira colheita do projeto Tomatec.

O projeto pertence à empresa Embrapa Solos (Empresa Brasileira de Pesquisa Agropecuária) e tem como objetivo o cultivo sustentável do tomate, por meio de boas práticas agrícolas.

O primeiro contato da empresa com a Universidade se deu no mês de setembro, durante a Semana pedagógica do curso, a contive do aluno André Cunha, que se interessou pelo sistema de produção que a empresa utilizava.

“Decidi pesquisar na internet empresas que utilizaram métodos orgânicos na produção, encontrei o Tomatec e me identifiquei com os métodos dela”, comenta o aluno do 6º semestre de Agronomia.

André pensou na possibilidade de implantar o sistema no Departamento de Agronomia, e a Embrapa Solos resolveu montar o primeiro polo do Estado de São Paulo na UNITAU.

“O Tomatec exige mais do profissional. Você acaba utilizando todo aprendizado e procedimentos que aprendemos em sala de aula. É algo que desafia o profissional e percebi que tinha que trazer isso para o Departamento e para a nossa região”, explica André.

Segundo a Profa. Dra. Adriana Labinas, esse projeto colabora muito para com o aprendizado dos alunos. “Para os alunos, é uma oportunidade do learning by doing, ou seja, fazendo e aprendendo. Dá oportunidade ao aluno de colocar a mão na massa, com todo o repertório que vem da Embrapa, justamente no momento do aprendizado que se instala na vida acadêmica”, observa a docente.

“Vejo esse projeto como uma oportunidade de aprendizado para todos da Universidade. O Tomatec tem uma proposta diferenciada em relação à produção. E, tendo esse contato, ficamos mais preparados para o mercado de trabalho,” comenta Fábio de Almeida, aluno de Agronomia e representante da Empresa Junior.

Parte da safra foi envida ao laboratório para passar por uma análise. A outra parte foi encaminhada para a Feira Pedagógica do curso, que vende os itens produzidos no Departamento de Agronomia na Universidade.

 

Nathália Sobral

ACOM/UNITAU