Ex-aluna da Universidade de Taubaté iniciará mestrado no ITA

Acontece, Destaque, Engenharia, Engenharia Aeronáutica, Ex-aluno, Pesquisa, Somos UNITAU

A ex-aluna Mariana Martins Duque, do curso de Engenharia Aeronáutica da Universidade de Taubaté (UNITAU), foi selecionada para fazer mestrado no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA), em São José dos Campos.

Formada pela UNITAU em 2018, Mariana conta que sempre quis cursar Engenharia, e foi no Ensino Médio que decidiu estudar a área de aviação. Mariana conheceu a UNITAU na sua antiga escola, em Volta Redonda, no Rio de Janeiro, quando o coordenador de Engenharia Aeronáutica da Universidade foi até lá dar uma palestra sobre o curso. “Me interessei muito pelo curso e a escolha pela UNITAU foi por conta da qualidade e da proximidade com a minha cidade natal”

Já na Universidade, Mariana se envolveu com vários projetos, entre eles a iniciação científica no Instituto de Aeronáutica e Espaço (IAE). “Eu me envolvi muito com a linha de pesquisa e conversei com meu orientador sobre a possibilidade de continuar nessa área. Com isso, me informei melhor sobre os trâmites necessários de seleção do ITA e me preparei”, comenta.

O processo seletivo do programa de mestrado do ITA é feito por análise de currículo, por indicação de professores e pela análise da proposta da pesquisa que será desenvolvida. “O fato de ter feito iniciação científica no IAE contribuiu muito para o processo. Eu estava ansiosa e fiquei muito feliz com o resultado”.

Mariana está no programa de Ciências e Tecnologias Espaciais, e o tema de sua pesquisa no Mestrado são os materiais aeronáuticos e aeroespaciais. “Dediquei-me ao estudo de materiais na equipe de Aerodesign da UNITAU e o assunto me interessou muito. Com base nisso, foquei minha linha de pesquisa e me aprofundei mais”, conta. O apoio dos professores também foi essencial na decisão de escolha da área de atuação.

Apesar dos desafios em escrever a proposta do plano de trabalho para o Mestrado, Mariana espera desenvolver um trabalho científico que contribua com o seu crescimento profissional. “Na UNITAU, tive a oportunidade de conhecer pessoas que contribuíram direta e indiretamente para meu ingresso na iniciação científica e para o meu interesse na área de pesquisa”, finaliza.

 

Bárbara Tolomio

ACOM/UNITAU