Aluno de Psicologia participa de Congresso Internacional

Acadêmico, Acontece, Aperfeiçoamento, Internacional, Psicologia, Somos UNITAU, Vem para a UNITAU, Vestibular

O aluno do curso de Psicologia Matheus Joaquim Pedroza Machado, da Universidade de Taubaté (UNITAU) participou do IV Congresso de Logoterapia Aplicada à Educação, que ocorreu na Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (USP), em Ribeirão Preto.

O que é Logoterapia?

Logoterapia é a ciência que estuda o sentido da vida. Geralmente quem procura esse tratamento está passando pelo “vazio existencial”. No meio da educação, as situações de crises existenciais, sentimentos de vazio e a falta no sentido na vida são o que aflige os estudantes.

“Desde o primeiro semestre da graduação tenho interesse pela logoterapia e analise existencial. É uma abordagem da psicologia relativamente nova, e por isso pouco divulgada”, conta Matheus.

 Produção científica         

Os alunos que participam do Programa de Iniciação à Docência (PID), produziram um artigo sobre o tema. “Fazer parte do PID da Universidade só aumentou minha vontade pela carreira acadêmica, pois tive a oportunidade de ensinar outros alunos sobre logoterapia e para consolidar toda jornada,” relata.

Matheus Joaquim foi o único aluno de graduação que apresentou um artigo, todos os demais participantes do evento eram alunos de pós, mestrado e doutorado.

O estudante produziu um artigo com foco na Logoterapia e a Educação. “O artigo tem como base discutir a aplicabilidade da logoterapia no ambiente escolar, e como os alunos e professores podem se apropriar para torná-los mais responsáveis pelo seu processo de educação, e concomitantemente a responsabilização pela própria vida”, conta.

Experiências

            Além do aprendizado para desenvolver o artigo científico, participar de congressos é importante para a interação e troca de experiências entre os participantes do evento. “Ver pesquisas recentes e conhecer autores que estudamos nos livros pessoalmente é magnífico, realmente enche de motivação qualquer um”, expressa Matheus.

“Achei que seria assustador, principalmente por ser um congresso internacional, e na presença dos autores dos livros que usei como base para o artigo, porém foi muito bom apresentar e saber que mesmo sendo um aluno da graduação e com um contato inicial da fundamentação teórica do tema, a banca aprovou meu trabalho”, finaliza.

 

Raíssa Santos

ACOM/ UNITAU

 

Foto: Arquivo pessoal do aluno.