Seminário Regional debate sobre situação dos moradores de rua

Comunidade, Destaque, Professor

A Universidade de Taubaté (UNITAU) realizou nesta quinta-feira, 5, o Seminário Regional da Invisibilidade ao reconhecimento com o enfoque nas políticas públicas para a população moradora de rua. O evento ocorreu no Departamento de Ciências Jurídicas, das 8h às 16h. Na ocasião, diversos representantes dos municípios do Vale do Paraíba e Região participaram do seminário, como o Ouvidor Geral da Defensoria Pública, Anderon Pereira da Costa, inclusive os próprios moradores, sendo representando por suas organizações que buscam e acolhem a população.

A Profa do Departamento de Serviço Social é uma das organizadoras do seminário, Elisa Brisola, diz que o papel da universidade e dos gestores dos municípios é de extrema importância para que assim possa diminuir o preconceito que a população tem com o morador de rua e dependentes químicos. “Para a nossa universidade tem uma importância muito grande porque nós dentro do nosso projeto de assessoria aos moradores de rua temos o compromisso de possibilitar o debate de instruir os profissionais”, afirmou.

A advogada Jaqueline Braga, participa do conselho tutelar espera que conhecendo as pessoas influentes, divulgando as assistências sociais e tendo união entre as instituições possa ter um impacto maior e assim recuperar individuo para sociedade. “Acredito que aqui tem o contato personalidades que façam o diferencial com essas pessoas e que criam estratégias coletivas para que assim mude o contexto social”, disse.

As Assistências Sociais tem um papel importante na situação em que vivemos atualmente e muda a vida de muitas pessoas, como é o caso de Roberto Lingiard, de 59 anos e que é morador de rua há 29 “Até então eu era discriminado por onde eu passava ninguém ajudava depois desse trabalho eu estou resgatando minha identidade porque até então eu não tinha”, alegou.

O projeto existe desde 2007 e abrange os 39 municípios do Vale do Paraíba.  A mediação foi realizada pela Profa. Ma. Adriana Arizono, o encerramento foi às 16h.

Lucas Azevedo
ACOM/UNITAU

* Foto: Leonardo Oliveira/UNITAU